Dicas de roteiros e passeios em Curitiba, no Paraná

Passeando no Bosque do Alemão, em Curitiba, no Paraná
Passeando no Bosque do Alemão, em Curitiba, no Paraná

Dicas de roteiros e passeios em Curitiba, no Paraná, para ajudar você a organizar a sua viagem. Você já conhece Curitiba? Se ainda não, eu recomendo. Curitiba é uma cidade muito agradável. Já ganhou o título de cidade mais verde da América Latina. E é exatamente uma das coisas que me encanta na cidade, seus parques cheios de verde e muito bem cuidados.


Curitiba, no Paraná: o que fazer, onde comer, onde se hospedar


Um pouco sobre Curitiba:

Curitiba é a oitava maior cidade do Brasil e está entre as dez melhores cidades para se viver. O quinto município com maior PIB do país. Curitiba tem um dos melhores aeroportos do mundo e o melhor transporte público do país. Uma ampla rede hoteleira. Essas são algumas características dessa cidade que é um destino muito procurado para o turismo, porque tem muita coisa para ver, conhecer e sentir, como museus, teatros, parques, gastronomia, vinícolas e cervejas artesanais.


Um passeio pelas ruas do centro de Curitiba, no Paraná
Um passeio pelas ruas do centro de Curitiba, no Paraná


Essa foi a minha segunda vez na cidade, que particularmente acho bastante atraente e ainda me impressiono com a quantidade de parques belíssimos, super bem cuidados e todos muito próximos do perímetro urbano, causando uma interessante mistura.  


Curitiba, uma cidade grande repleta de parques e jardins
Curitiba, uma cidade grande repleta de parques e jardins


Curitiba, no Paraná: o que fazer


Mercado Municipal de Curitiba @mercadomunicipaldecuritiba


Mercado Municipal de Curitiba
Mercado Municipal de Curitiba

O Mercado Municipal de Curitiba, fundado de 2 de agosto de 1958, é para mim uma visita obrigatória na cidade. Um tradicional mercado público e tem de tudo, desde produtos de decoração, utensílios domésticos, gastronomia, delicatéssens, setor de orgânicos, bebidas, queijos, vinhos, ervas, temperos, carnes exóticas, especiarias e, claro, as famosas lembrancinhas de viagem. 


Localização: Avenida Sete de Setembro, 1865, Curitiba

De terça a sábado de 8h às 18h e domingo de 8h às 13h (restaurantes até 15h)


Mercado Municipal de Curitiba
Mercado Municipal de Curitiba

Curta Curitiba @curta_curitiba


Nas duas vezes em que estive em Curitiba, fiz o passeio com o ônibus turístico de dois andares, que percorre os 25 pontos da cidade, com o Curta Curitiba.


Recomendo MUITO esse passeio, independente se você tem pouco tempo ou não, é uma excelente maneira de passear por toda a cidade, com uma ótica privilegiada vista de cima do ônibus, e depois voltar nos pontos que você mais curtiu e tem curiosidade de conhecer melhor.


Linha Turismo com o Curta Curitiba
Linha Turismo com o Curta Curitiba

O passeio da Linha Turismo percorre 44 km e um total de 25 pontos turísticos. O bilhete é comprado direto no ônibus. 


Memorial de Curitiba
Linha Turismo com o Curta Curitiba

Abaixo confira os 25 pontos turísticos:


Praça Tiradentes e Catedral


É o marco zero da cidade. Ali está a construção neogótica da Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz, padroeira de Curitiba. A praça tem estátuas de personalidades, dois obeliscos e um piso transparente para ver o calçamento pé-de-moleque do século XIX.


Praça Tiradentes, no Centro.


Rua das Flores


Primeiro calçadão do Brasil, a Rua XV de Novembro concentra lojas, cafés, e uma agitação permanente. Ainda tem a Avenida Luiz Xavier, a menor do mundo, a Boca Maldita, uma tribuna livre e o Palácio Avenida, cenário de espetáculos de Natal.


Rua XV de Novembro, no Centro.


Rua 24 horas


Rua 24 horas mantém o nome, mas mudou o funcionamento. Revitalizada, é um charmoso endereço para quem busca boa comida, presentes e leituras. A maioria das lojas funciona até às 22h.


Rua Visconde de Nácar, no Centro.


Museu Ferroviário


Fica no prédio da antiga estação ferroviária e conta a história da construção da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, uma imponente obra de engenharia que liga o litoral à cidade. O museu é anexo ao Shopping Estação, onde estão também o Teatro dos Bonecos Dr. Botica e o Teatro Regina Vogue.


Avenida Sete de Setembro, 2775, Rebouças.


Teatro Paiol


O edifício original, de 1906, era um paiol de pólvora. Restaurado em 1971, manteve a arquitetura circular romana e se transformou num teatro de arena, símbolo da mudança cultural de Curitiba.


Praça Guido Viaro, s/n, Prado Velho.


Jardim Botânico


Inaugurado em 1991, foi inspirado nos jardins franceses e é um ícone de Curitiba. A estufa metálica abriga espécies botânicas que são referências nacionais. Conta ainda com o Museu Botânico, o Jardim de Plantas Nativas e o Jardim das Sensações, que o visitante percorre de olhos vendados, explorando a trilha com os demais sentidos.


Sem dúvida o Jardim Botânico é o cartão postal de Curitiba. É um jardim assimétrico, colorido e com chafarizes e a estátua, construída em ferro e vidro, abriga plantas da Mara Atlântica. Tem uma pista de caminhada, área de exposição, lago e um gramado de piquenique complementam o espaço.


Rua Engenheiro Ostoja Roguski, Jardim Botânico



Mercado Municipal (já falei dele acima)


Universidade Federal do Paraná e Teatro Guaíra


A sede da primeira universidade do Brasil, fundada em 1912, tem arquitetura neoclássica e domina um lado da Praça Santos Andrade. O Teatro Guaíra fica no outro extremo, inaugurado em 1970, é um dos maiores da América Latina, com três auditórios. Na entrada tem um painel em alto-relevo de Poty Lazzarotto com a história do teatro universal.


Praça Santos Andrade, 50, no Centro


Paço da Liberdade


Paço da Liberdade
Paço da Liberdade

Foi a primeira sede própria da Prefeitura de Curitiba. Construída em 1916, tem detalhes neoclássicos e art-nouveau, é patrimônio da cidade. Restaurada, mantém as características originais. Hoje é um espaço cultual múltiplo com exposições, biblioteca e um charmoso café.


Praça Generoso Marques, 189, no Centro.


Passeio Público e Memorial Árabe


De 1886, inaugurou os parques e o saneamento em Curitiba. Abrigou o zoológico, hoje só com pequenos animais. O portão principal é cópia do que existe no Cemitério de Cães de Paris. O vizinho Memorial Árabe, construído em homenagem à cultura do Oriente Médio, funciona como biblioteca especializada. Sua arquitetura faz referência às edificações mouriscas.


Rua Presidente Faria s/n, no Centro.


Centro Cívico


Sede dos três poderes do Estado, desde 1953, ano do Centenário da Emancipação Política do Paraná.


Praça Nossa Senhora do Salete, Centro Cívico


Bosque João Paulo II e Memorial Polonês


Museu ao ar livre, com sete casas de troncos encaixados, sem pregos, inaugurado em 1980, após a visita do Papa João Paulo II à Curitiba. Em meio às trilhas e à reserva de 300 araucárias, as casas compõem o memorial de imigração polonesa, com objetos do cotidiano, instrumentos de trabalho e a imagem da padroeira, Virgem Negra de Czestochowa.


Rua Euclides Bandeira, s/n, Centro Cívico.


Museu Oscar Niemeyer @museuoscarniemeyer


Um dos maiores museus de arte da América Latina, tem acerco nacional e internacional, com mais de 2.200 obras, com 12 salas expositivas. Artes Visuais, arquitetura, urbanismo e design. São mais de 9 mil obras e uma mostra permanente no subsolo.


Museu Oscar Niemeyer
Museu Oscar Niemeyer

O prédio principal foi projetado em 1967, pelo arquiteto Oscar Niemeyer, e em 2002 foi criado um anexo cuja forma deu origem ao nome popular de "Museu do Olho".


Rua Marechal Hermes, 999, no Centro.



Museu Oscar Niemeyer



Bosque Alemão

Inaugurado em 1996, é o memorial germânico em Curitiba. Em meio à mata nativa estão o Oratório de Bach, o qual é a réplica de uma antiga igreja presbiteriana feita de madeira, a trilha de João e Maria, que narra o conto dos irmãos Grimm, a Casa da Bruxa, com a biblioteca e hora do conto, e a Praça da Poesia Germânica, com um portal que reproduz a fachada da Casa Mila, uma construção do início do século XX.

Rua Francisco Schaffer, s/n, Vista Alegre



Bosque Zaninelli / Unilivre


Criado em 1992, o bosque Zaninelli da nova usabilidade a uma antiga pedreira, da qual restaram um paredão de granito e um lago no meio da mata. O projeto arquitetônico, executado com materiais rústicos, representa os quatros elementos da Natureza: terra, fogo, água e o ar. Abriga também a Universidade Livre do Meio Ambiente.


Rua Victor Benato, 210, Pilarzinho


Parque São Lourenço


Inaugurado em 1972 para recuperar os estragos do rompimento da barragem do Rio Belém. Uma antiga fábrica de adubos foi transformada o Centro da Criatividade de Curitiba, com cursos, oficinas e exposições. Tem o Teatro Cleon Jacques, trilhas para caminhadas e pista para carrinho de rolimã.


Rua Mateus Leme, 4700, São Lourenço.



Ópera de Arame



A Ópera de Arame, de 1992, fica no Parque dos Pedreiros, o teatro tem arquitetura de tubos de aço, uma estrutura metálica, e teto transparente. Um teatro onde a Natureza faz parte do cenário, margeada por um lago e paredões rochosos, e o prédio funciona como um centro de shows, concertos e exposições na cidade.


Na parte inferior tem um agradável café e acolhe todos os gêneros de espetáculos.


Rua João Gava, 970, Abranches


Ópera do Arame em Curitiba
Ópera do Arame em Curitiba

Parque Tanguá


Inaugurado em 1996, faz parte do projeto de preservação do Rio Barigui. Tem duas pedreiras unidas por um túnel de 45 metros de extensão. Possui ainda pista de caminhada, ciclovia, mirante e jardim Poty Lazzarotto. 


Um dos mais famosos parques de Curitiba, recebe os visitantes com um belo espelho d'água e um mirante de 65 metros de altura, que garante vistas lindas e  a melhor vista do pôr do sol de Curitiba.


Rua Oswaldo Maciel, 97, Taboão.


Parque Tingui - Memorial Ucraniano


Parque Tingui - Memorial Ucranian
Parque Tingui - Memorial Ucranian

Criado em 1994, fica numa faixa de preservação junto ao Rio Barigui. Tem escultura do cacique Tindiquera, da Tribo Tingui. Abriga o Memorial Ucraniano, com museu instalado numa igreja de madeira, réplica de uma existente no interior do Paraná. Tem portal, campanário, palco, mirante, loja e um monumento em forma de pêssanka (pêssanka ou pysanka, é um ovo colorido à mão, de origem e tradição eslava).


Rua Melchiades Silveira do Valle, s/n, Pilarzinho


Parque Tingui - Memorial Ucranian
Parque Tingui - Memorial Ucranian


Santa Felicidade


É a primeira colônia de imigrantes italianos em Curitiba. De seus hábitos e costumes nasceram as características e atrações do bairro, como o casario, restaurantes típicos, vinícolas, lojas de móveis e artesanato. A igreja da torre separada da nave e o cemitério, com se panteon, são marcas da religiosidade dos italianos.


Avenida Manoel Ribas, 6252, Santa Felicidade


Parque Barigui


Criado em 1972, é refúgio de diversos animais nativos e migratórios,  como preás, garças-brancas e gambás. Um dos espaços preferidos dos curitibanos, conta com 1,4 milhão de m², com churrasqueiras, quiosques, pistas de bicicross, aeromodelismo, equipamentos de ginástica, restaurantes, lanchonetes, além do Museu do Automóvel, Centro de Convenções, Casa da Leitura e Teatro Maria Fumaça.


Avenida Candido Hartmann, s/n. Bigorrilho



Torre Panorâmica


Torre Panorâmica
Torre Panorâmica

Inaugurada  em 1991, é suporte da telefonia celular. Tem mirante a 109,5 metros de altura, com uma visão de 360 graus de Curitiba e dos contornos da Serra do Mar. No piso, um mapa em relevo indica pontos importantes da cidade. Um painel de Poty Lazzarotto mostra o desenvolvimento da capital. Na entrada da torre está o Museu do Telefone.


Rua Professor Lycio Grein Castro Vellozo, 191, Mercês.




Curiosidades



Centro Histórico

O centro antigo tem arquitetura com influência alemãs e portuguesas e endereço como a Casa Romário Martins, que abriga exposições.


Poty lazzarotto


Ele aparece citado em vários momentos, em painéis e jardins. Morreu em 98, aos 74 anos, e foi um desenhista, gravurista e ilustrador curitibano.


Curitiba, no Paraná: onde comer


Bar do Alemão @bardoalemaooficial

Claro que fomos ao Bar do Alemão e, além de degustar suas iguarias e seu famoso chope submarino, com direito a canequinha, um famoso suvenir do bar, batemos um longo papo com o Jorge Tonatto, proprietário do bar, que nos contou toda a história do bar e muitas curiosidades, num delicioso bate-papo. 


Bar do Alemão em Curitiba
Bar do Alemão em Curitiba


Jorge nos contou que inicialmente eles não tinham nenhuma pretensão, a ideia era um lugar só para reunir os amigos. Tudo começou com poucas mesas, mas desde o início a demanda foi maior e eles acabaram ampliando os ambientes. Em 2013 que ocorreu a grande mudança, pensando na Copa de 2014, e adquiram uma casa de ferragens bem antiga, ao lado. 

Ele também nos contou a história do "chope submarino", criado em 1982, como ele mesmo disse, "numa noite fria de inverno". O pessoal costumava tomar o Stainhager , para esquentar, e o chope, num determinado momento, quando o garçom foi servir uma dose do Stainhager, a turma animada fez um brinde e, sem querer, o garçom acabou desequilibrando e derrubando o canequinho dentro do chope. Para descontrair, todos os outros também colocaram o canequinho dentro dos seus respectivos chopes e assim virou uma opção, o Chope com o "canequinho". Na época era um cálice de vidro, mas como os clientes estavam levando, foi desenvolvido esse modelo de "canequinha" e virou um suvenir, hoje colecionado pelos frequentadores do bar.


Chopp Submarino do Bar do Alemão em Curitiba
Chopp Submarino do Bar do Alemão em Curitiba


O Bar do Alemão fica na Rua Doutor Claudino dos Santos, 63, Curitiba
Todos os dias de 11h até 0h e  sexta e sábado até 1h



Bar do Alemão em Curitiba
Bar do Alemão em Curitiba


Restaurante Madalosso @familiamadalosso


Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná
Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná



Fiquei muito impressionado com o restaurante Família Madalosso, no bairro italiano, Santa Felicidade. Serve simultaneamente 4000 pessoas, em esquema de rodízio, e SEM perder a qualidade. Provei o 'rondelli de gorgonzola', e é de comer rezando.


Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná
Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná

O cardápio funciona assim:

Na mesa
Polenta frita, asinha alho e óleo e escarola.

Opcionais
Radite, maionese, fígado, frango à passarinho e risoto de frango.

Rodízio
Sobrecoxa prensada, lasanha na manteiga, lasanha verde à bolonhesa, spaguetti ao molho de carne, rondelli ao molho gorgozola, tortelli de zucca ao molho branco, ravioli de 4 queijos na manteiga escarola, mezzaluna de figo, talharim carbonara, gnocchi de salsa ao molho alfredo, gnocchi ao molho de carne, rondelli Romeu e Julieta.

O restaurante fica na Av. Manoel Ribas, 5865.No bairro Santa Felicidade.

Segunda a sábado de 11h30m  às 15h e 18h30m às 22h.
Domingo só para almoço. 


Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná
Restaurante Madalosso em Curitiba, no Paraná



Hard Rock Curitiba


Hard Rock Café de Curitiba, no Paraná
Hard Rock Café em Curitiba, no Paraná


Curitiba, no Paraná: onde se hospedar


Vou deixar duas sugestões, já fiquei nos dois:


Novo Vernon Hotel, da Rede Andrade. Ele fica perto de um dos pontos da linha turística e perto também do Mercado Municipal de Curitiba, uma das minhas visitas preferidas na cidade. Fica também em frente a estação de trem. Então são algumas das vantagens de se hospedar nesse hotel.


Novo Vernon Hotel, da Rede Andrade
Café da manhã no Novo Vernon Hotel, da Rede Andrade




O Vermon é um hotel bem simples, mas atende se o seu objetivo for aproveitar mais a cidade e menos o hotel.

Quer se hospedar no Vermon,  clique aqui, numa parceria do blog com o Booking.


Café da manhã no Novo Vernon Hotel, da Rede Andrade
Café da manhã no Novo Vernon Hotel, da Rede Andrade




Outra sugestão de hospedagem em Curitiba é no Intercity.

Quer se hospedar no Intercity, clique aqui, através da Garimpando Por Aí Viagens.


Clique aqui para se hospedar no Intercity




Daniela Cascardo do Viajando com Daniela, Regina Oki do Turista Full Time e eu no Bosque Alemão
Daniela Cascardo do Viajando com Daniela, Regina Oki do Turista Full Time e eu no Bosque Alemão



Nesta viagem contei com a companhia e a parceria das blogueiras:

Daniela Cascardo do Viajando com Daniela Cascardo - @viajandocomdaniela. Confere aqui a viagem pela ótica da Dani.


Regina Oki do Turista Full Time - @Turista_fulltime. Confere aqui a viagem a Curitiba, pela ótica da Regina.



Daniela Cascardo do Viajando com Daniela, Regina Oki do Turista Full Time e eu em Curitiba, no Paraná




Gostou desse roteiro? Quer contratar uma consultoria de viagens? O Blog Olivia Garimpando Por Aí e sua agência de viagens Garimpando Por Aí Viagens tem tudo para te ajudar na realização dos seus sonhos. Além da venda de passagens aéreas, hospedagem, seguro viagem, aluguel de veículo e Disney, você ainda poderá contar com a minha expertise de viajante com dicas únicas.

5 comentários

  1. Menina que delícia Curitiba. Fiquei encantada quando fui. Conheci bastante coisa, mas vi por seu post que ainda tenho muita coisa boa pra conhecer. Adorei

    ResponderExcluir
  2. Excelente seu roteiro por Curitiba. Já estive na cidade por 2x e quero muito voltar em breve. Seu post só aumentou minha saudade.

    ResponderExcluir
  3. Olívia, eu adorei conhecer Curitiba também, mas acredita que não tive tempo de ir na Torre Panorâmica? Tem uma vista linda da cidade né? Amei os passeios e o roteiro

    ResponderExcluir
  4. Olívia, adorei as suas dicas de roteiros e passeios em Curitiba. Já fui duas vezes, mas não conheço tudo. Quero voltar e conferir o mercado, o Bar do alemão, os parques maravilhoso e, claro, esse restaurante italiano. Fiquei com água na boca.

    ResponderExcluir
  5. Voltei de Curitiba faz 2 semanas! Foi minha segunda vez em Curitiba, e mesmo ficando uma semana em cada viagem, não chego nem perto de conhecer tudo. Acredita que não fui nem no Mercado Municipal, nem a torre panorâmica e nem fiz o passeio do ônibus Turistico?
    Mas conheci a maioria dos pontos turísiticos e adorei a maioria das dicas de roteiros e passeios em curitiba dessa lista, pelo menos todos que eu fiz hahaha. O Madalosso é maravilhoso. Jardim botânico, parques Tanguá e Tingui, Museu Oscar Niemayer e ópera de arame, são imperdíveis, inclusive um outro museu gratuito que senti falta na sua lista, o MUSEU PARANAENSE, que merece uma menção honrosa porque realmente me impressionou, principalmente por ser gratuito. Você anda nele quando acha que acabou, percebe que nem começou hehehe. O Museu ferroviario também é outro passeio gratuito que super vale a pena, assim como o Bosque Alemão. E se tiver tempo e puder gastar um pouco mais, o Hard Rock Café Curitiba definitivamente tem que entrar no roteiro. Não fui no bar alemão, que pena que só li esse post depois de voltar... Queria ter ido com certeza.

    ResponderExcluir