Melhores lugares para viajar pelo Rio de Janeiro depois da pandemia

Vassouras, no Vale do Café, um dos melhores lugares do Rio de Janeiro para você visitar
Vassouras, no Vale do Café, um dos melhores lugares do Rio de Janeiro para você visitar



Quando isso tudo passar, vamos fazer um movimento semelhante a de um caracol, começando de dentro para fora, apoiando seu bairro, sua cidade, seu estado, seu país e então, num segundo momento, apostando em outros países, mostrando os


Até mesmo porque não sabemos como vai ficar o mundo depois disso, o dólar e o euro nas alturas, exigências poderão ser feitas pelos países para permitir a entrada de estrangeiros. E só depois de uma vacina que realmente imunize todos nós, teremos nossas vidas de volta, não como era antes, mas num mundo melhor e mais justo (tomara!). Se não aprendermos nada dessa lição, nada disso pelo qual estamos passando agora, fará algum sentido. 



uma escada em caracol
Vamos fazer um movimento semelhante a um caracol e vamos promover de dentro para fora, cada cantinho do nosso país!

E eu estou lançando a campanha

O blog "Viajar mais aos 50" também está impulsionando o turismo do seu estado, você pode acompanhar no post  “Melhores lugares para viajar pelo Mato Grosso depois da pandemia“ . Juntos, cada um fazendo a sua parte, teremos a retomada do  turismo no Brasil.

O melhor lugar para viajar pelo Rio de Janeiro depois da pandemia fica no Vale do Café




Os municípios que fazem parte o Vale do Café são:

Região de imenso valor histórico e cultural, o Vale do Café faz parte de um importante capítulo da época do Brasil Imperial, com histórias das quais nem sempre nos orgulhamos, mas que são fundamentais para a compreensão da nossa própria existência. Durante muitos anos, ficou conhecida como uma região falida, remanescente de uma sociedade escravocrata e que promoveu a derrubada maciça da mata atlântica para o plantio do café. Mas no século XIX, produziu 75% do café consumido no mundo, garantindo ao Brasil a condição de líder mundial na produção e exportação de produto. 

O ciclo do café foi de fundamental importância para a nossa economia, na época, trazendo enorme desenvolvimento, como a construção de ferrovias e iluminação pública. As fazendas históricas construídas na região são dessa época. Todas copiavam e importavam o luxo da Europa, principalmente da França. Até hoje, cerca de trinta dessas fazendas, ainda estão abertas à visitação.




Vassouras

Estive em Vassouras à convite, e me encatei pelas belezas da cidade, pelas heranças históricas, arquitetura e um povo para lá de acolhedor.

Estação Ferroviária de Vassouras
Estação Ferroviária de Vassouras

Nesse post eu fiz uma seleção de motivos para visitar a cidade, vou relacionar alguns para te deixar com água na boca e com vontade de clicar aqui do lado para saber mais sobre Vassouras.

1- A linda praça com muita história e o belíssimo chafariz, no Centro de Vassouras
2- Casarão - Fundação Cazuza
3- Fazendas Históricas 
4- Arquitetura
5- Museu Casa da Hera
6-  Andréia Pit - mais do que uma guia turística, um patrimônio de Vassouras


Quer saber mais sobre Vassouras, clique aqui.


Na ocasião eu me hospedei no Hotel Santa Amália.


Hotel Santa Amália, Vassouras
Hotel Santa Amália, Vassouras


E se você estiver procurando uma acomodação mais simples, minha sugestão é o Gramado da Serra Hotel

Gramado da Serra Hotel, Vassouras
Gramado da Serra Hotel, Vassouras


Fazenda Carvalheira

Uma outra sugestão que tive a oportunidade de conhecer recentemente, e recomendo, é a visita à  Fazenda Carvalheira. Na fazenda, você encontrará uma ampla área verde, restaurante, um passeio de trenzinho e um atendimento mais do que VIP com o Sr. Nelinho, proprietário da fazenda.


Cachaça União Carvalheira - Vassouras
Cachaça União Carvalheira - Vassouras


E para completar o passeio, é lá que é produzida, artesanalmente, a Cachaça União Carvalheira, desde 1979, confeccionada com fermento de milho, armazenada e envelhecida em tonéis de carvalho. Você encontrará cachaças com gosto de canela, banana, cravo e café, sendo essa última premiada.

Além da loja, onde são vendidas as bebidas de fabricação própria, você também poderá conhecer o alambique, saber detalhes de como tudo funciona e muitas histórias do Sr. Nelinho, especialmente de como tudo começou.

E para surpresa minha e de todos que visitam a fazenda, o Sr. Nelinho é um colecionador e guarda muitas pérolas na sua coleção. No acervo, esse carro, que ele mesmo construiu para um concurso de fantasias do Barril 1800, no carnaval de 1971. Ficou, claro, com o  primeiro lugar.


carro do batman
Carro do Batman, ganhou o primeiro lugar no concurso

Valença

Marquês de Valença ou simplesmente Valença, como é mais conhecida, é uma homenagem ao Vice-Rei de Portugal, Dom Fernando José, descendente dos nobres da cidade de Valença, em Portugal.

A natureza privilegiada é perfeita para os amantes do ecoturismo, que pode ser praticado no Parque Natural Municipal do Açude, na Serra da Concórdia e na Serra dos Mascates.


Cachoeira de Pentagna, Valença, Vale do Café. Rio de Janeiro
Cachoeira de Pentagna, Valença, Vale do Café. Rio de Janeiro


A cidade surpreende  também pela imensa quantidade de museus, são eles:


Museu Casa Léa Pentagna

Esse museu foi criado através do desejo deixado em testamento, por sua antiga moradora, Léa Pentagna, de criar a Fundação Cultural e Filantrópica Léa Pentagna. Uma casa em estilo neoclássico, com uma bela área verde nos fundos.

A casa está sempre à disposição para realização de palestras, cursos, exposições, apresentações  musicais e muitas outras atividades.

Visitas são realizadas aos sábados e domingos das 9h30 às 12h30 e das 14h às 17h.

A casa fica na Rua Vito Pentagna, 213, Centro
Contato: (24) 2453-4178.


Museu de Arte Sacra 

Reunindo peças do início do século XIX, o museu fica na Catedral de Nossa Senhora da Glória  e guarda um acervo bem interessante sobre a arte sacra da região.

O museu fica na Praça Padre Gomes Leal
Contato: (24) 2453-4042 ou 6054.


Museu Capitão Pitaluga

O museu faz uma homenagem aos pracinhas brasileiros que morreram durante a Segunda Guerra Mundial, possui peças originais e réplicas.

Entre os itens, destacam-se uma bandeira original da Alemanha, com a suástica, simbolo do nazismo e uniformes da época. Nos jardins, você encontrará alguns veículos usados durante a guerra.

O museu fica na Rua Comendador Antônio Jannuzzi, 415.

Além de museus, a cidade oferece muitas outras atrações, como cachoeiras e parques, e a Catedral de Nossa Senhora da Glória, com construção iniciada em 1820 e concluída cem anos depois.


Rio das Flores

Município de grande destaque na produção de café no século XIX, um lugar bem tranquilo, mas que guarda grandes momentos históricos, como o batizado de Santos Dumont na Matriz de Santa Tereza D'ávila e fazendas históricas como a do Paraízo e a União.

Para os amantes do ecoturismo, a cidade é cercada por cachoeiras, como a Cachoeira do Barreado e a Cachoeira do Amor.  A cachoeira São Leandro, infelizmente não permite o banho.

Uma lugar muito interessante para visitar é a Estação Ferroviária de Rio das Flores, de 1900, com tijolos vermelhos que foram inspirados nas construções inglesas.

Premiada com medalha de prata num concurso de cachaças no Rio de Janeiro, a Cachaçaria Werneck, criada em 2012, por Eli Werneck, um engenheiro apaixonado pela bebida, é um excelente programa para os apreciadores.

Mirante Boa Vista,  Rio das Flores, Vale do Café, Rio de Janeiro
Mirante Boa Vista,  Rio das Flores, Vale do Café, Rio de Janeiro

Eu adoro mirantes, acho um lugar perfeito, porque além da beleza, você consegue se situar na região e em todo seu entorno. Em Rio das Flores, você encontra o Mirante Boa Vista, de onde se tem uma visão de 360 graus da Serra das Abóboras e do Vale do Rio Preto.


Barra do Piraí

A cidade teve um papel fundamental no transporte do café que era produzido ao redor, nos municípios sede dos barões do café, Vassouras e Valença. Criada em 1864, a Estrada de Ferro D. Pedro II ligava a região à cidade portuária do Rio de Janeiro, facilitando assim o escoamento de café.

Barra do Piraí destacou-se então como entreposto comercial, recebendo cafés de várias cidades que eram enviados à capital do Brasil na época, o Rio de Janeiro.

Somente em 1871 novos ramais foram construídos, ligando então a região a São Paulo e Minas Gerais, formando assim o maior entroncamento ferroviário da América Latina. Viu quanta história guarda essa região? Nós, cariocas, precisamos conhecê-las. Aliás, por que não todos os brasileiros e estrangeiros?


Praça Nilo Peçanha, Barra do Piraí, Vale do Café, Rio de Janeiro
Praça Nilo Peçanha, Barra do Piraí, Vale do Café, Rio de Janeiro


Mais algumas das atrações da região:

Chafariz Carioca

Foi o primeiro sistema de abastecimento de água de Barra do Piraí, construído em 1884.


Casa da Princesa Isabel

Construída também em 1884, hospedou a Princesa Isabel, durante visita do Imperador D. Pedro II à cidade. É uma das primeiras construções de Barra do Piraí.


Santuário de Vida Silvestre da Serra da Concórdia

Mais uma opção para os amantes do ecoturismo. Como vocês podem perceber neste post, essa região é muita interessante para quem gosta de interação com a natureza e da prática de atividades ao ar livre.


Ponte Getúlio Vargas

Formada por cinco arcadas de 50 metros, por isso também conhecida como Ponte Metálica, foi construída na Bélgica e montada no fim do século XIX. Interessante como encontramos tesouros perdidos e pouco conhecidos.

E para finalizar, uma última sugestão que gostaria de deixar para a região é:

Hotel Fazenda Ribeirão

Infelizmente, não tive a oportunidade de me hospedar no hotel, mas tive a chance de passar um dia muito agradável e me encantei. Um excelente programa para casais, família ou até para quem está precisando de um momento de relax e descanso. A área ampla, permite que você opte por uma piscina mais animada ou um momento mais de introspecção.

Os quartos são divididos em cinco categorias e, certamente, terá uma ideal para você e sua família.

O hotel têm várias opções de lazer, como recreação, fazendinha, paintball, arco e flecha, mini bugre, lago, piscinas, sala infantil, curral, pesque & pague, esportes, fitness club, tirolesa, stand up paddle, bola aquática e salão de jogos.

Possui restaurantes na sede, no lago, o bar deck e o alambique.

Conversamos com a Andressa, a proprietária, junto com o seu marido, Ernani, e ela pessoalmente nos levou para conhecer o processo de fabricação da Cia Etílica Ribeirão.

Quer saber mais sobre o hotel, clique Hotel Fazenda Ribeirão.


Piraí

Cercado de terras férteis para o cultivo do café, o local chamou a atenção de três homens: Joaquim José de Souza Breves, seu irmão, José Joaquim de Souza Breves, e José Gonçalves Moraes. Joaquim José chegou a ser apelidado por Dom Pedro, como o "rei do café", por produzir cerca de 1,5% de toda a safra do país. Seu irmão foi o primeiro governante de Piraí.

Barão de Piraí, foi o título que José Gonçalves de Moraes, recebeu do Imperador. Hoje nome da principal rua da cidade.

Em Piraí fica localizada a Cachoeira dos Três saltos, com quase dez metros de altura e com três quedas, como diz o nome.

A Capela de Santa Cruz e São Benedito, construída em 1850, serviu como cemitério das vítimas da epidemia de cólera, em 1856. Qualquer semelhança com os dias atuais, não é mera coincidência, apenas fruto do que nós, humanos, estamos fazendo com a natureza. Espero, sinceramente, que nem essa ou nenhuma outra capela, seja usada novamente da mesma maneira.


Ponte Mata do Amador, Piraí, Vale do Café, Rio de Janeiro
Ponte Mata do Amador, Piraí, Vale do Café, Rio de Janeiro



Mais algumas atrações da cidade:

Ponte Mata do Amador

O cartão postal da cidade, construída em arcos sobre o Rio Piraí.


Casa de Cultura

Datada de 1916, a construção em estilo neoclássico foi recuperada e adaptada para ser uma Casa de Cultura com três galerias para exposições de arte e um memorial fixo da Virgínia Lane, que ficou famosa como a "vedete do Brasil".


Mais algumas dicas dos melhores lugares para viajar pelo Rio de Janeiro depois da pandemia



Engenheiro Paulo de Frontin

Quer apreciar as belezas da Mata Atlântica? Esse é o lugar!!
Tombado desde 1991 pelo INEPAC, onde fica a maior reserva de Mata Atlântica do Estado.

Nessa região também fica localizada a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, a mais antiga da região, localizada em Sacra Família do Tinguá.

Outros atrativos da cidade:

Pico do Lírio
Lago Azul
Castelo dos Riachos
Cachoeiras
e o Jardim Ecológico Uaná Etê, que eu já tive o prazer de visitar algumas vezes.

Conheça mais sobre o jardim nesse post que escrevi quanto fui conhecer A Festa das Luzes de Uaná Etê.


Mendes

O menor município do Estado do Rio de Janeiro. Mendes carrega o orgulho de ter sido classificado pela UNESCO como o quarto melhor clima do mundo.

Um dos lugares mais indicados para sentir esse clima, é o Mirante Boa Esperança, localizado a cerca de 4,5 Km do centro.

O Jequitibá do Sr. Tavinho, que permite visitas, com 23 metros de altura e cerca de 1300 anos, reforçam a qualidade do ambiente da cidade.


Estação Humberto Antunes, Mendes, Vale do Café, Rio de Janeiro
Estação Humberto Antunes, Mendes, Vale do Café, Rio de Janeiro


Mais atrações da região:

Estação Ferroviária Neri Ferreira

Eu sou uma apaixonada por estações ferroviárias, e, decididamente, não entendo como um país de tamanho continental como o nosso, não tem uma malha ferroviária espalhada em todos os cantos. Essa, de Mendes, um dos cartões postais da cidade, foi inaugurada em 1911.


Igreja Matriz de Santa Cruz

Construída em 1857, encanta pela sua simplicidade. Com vitrais em forma de círculo, que permite uma iluminação natural, uma cruz de bronze atrás do altar e quadros que retratam a via sacra.


Paty do Alferes

Os cavalos fazem parte do DNA de Paty, onde nasceram os cavalos Mangalarga Marchador, a principal raça do Brasil, na fazenda Mangalarga. Portanto, se você está à procura de um fim de semana de total contato com a natureza, Paty é o seu lugar.


Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, Paty do Alferes, Vale do Café, Rio de Janeiro
Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, Paty do Alferes, Vale do Café, Rio de Janeiro


Uma outra curiosidade sobre a região é que ela é a terra dos tomates. Você sabia que é possível ter uma experiência incrível, visitando e colhendo esses tomates direto do pé, em lindas e confortáveis instalações num processo que vai desde a muda até o empacotamento?


Miguel Pereira

Miguel Pereira é conhecida pela sua produção de flores passada de geração em geração. Dentre elas: orquídeas, bromélias, ervas aromáticas, saboaria artesanal, óleos essenciais.


Pórtico Abraham Medina, Miguel Pereira, Vale do Café, Rio de Janeiro
Pórtico Abraham Medina, Miguel Pereira, Vale do Café, Rio de Janeiro


Além da produção de perfumes, queijos, chocolates, cafés

Pela sua tradição em produção de flores, a cidade já foi chamada de cidade das rosas, pelo seu aroma.

Conhecida pelo esportes aeróbicos e o turismo familiar.


Paraíba do Sul

Um município que está muito ligado à história da Inconfidência e merece muita atenção, especialmente para aqueles que gostam de história. É no município que estão os restos mortais de Tiradentes, que por determinação da sentença de morte, foram expostas em frente à Fazenda Sebollas, local onde ele pregava a Independência do Brasil.

Sugiro uma visita ao Museu Tiradentes, que foi inaugurado em 1972 e ao Palácio Tiradentes, construído em 1956, onde hoje funciona a Câmara Municipal.


Praça Marquês de São João Marcos, Paraíba do Sul, Vale do Café, Rio de Janeiro
Praça Marquês de São João Marcos, Paraíba do Sul, Vale do Café, Rio de Janeiro


A Praça Marquês de São João Marcos é rodeada por palmeiras centenárias, um espetáculo que reúne todos aqueles que moram ou passeiam pela cidade.


Mais algumas atrações da cidade:

Palacete Barão Ribeiro de Sá

É onde hoje funciona o prédio da Prefeitura e conserva muitos aspectos da época. No passado, foi a residência do Barão de mesmo nome.


Igreja Matriz de São Pedro e São Paulo

De 1882, em estilo neoclássico, uma relíquia que merece ser visitada.


Ponte da Parahyba e Ponte Leopoldo Teixeira Leite

A primeira de 1857 e a segunda de 1898, são mais duas relíquias que representam o Brasil dessa época, com os barões, o café e as riquezas da região.


Ipiabas (distrito de Barra do Piraí)

Ipiabas vem se destacando no cenário gastronômico, musical e cultural. Com um calendário de eventos ao longo de todo o ano, recomendo muito que você conheça a região.


Algumas atrações da região:

Túnel da Rede Mineira de Viação 

Inaugurado em 1883, foi construído para facilitar o transporte no trecho Barra do Piraí-Ipiabas. A obra foi realizada por mãos de escravizados, que escavaram em uma rocha de 250 metros de altura.
Traz muita história de uma fase muito triste da nossa sociedade, mas que precisa ser contada para que nunca mais seja repetida.


Pedra do Gavião

Para os amantes do rapel, o paredão tem cerca de cem metros de altura. Para os menos ousados, oferece uma vista de 360 graus.


Cachoeira da Floresta, Ipiabas, Vale do Café, Rio de Janeiro
Cachoeira da Floresta, Ipiabas, Vale do Café, Rio de Janeiro


Cachoeira da Floresta

Duas quedas formadas pelo Rio das Flores que formam piscinas naturais.


Conservatória (distrito de Valença)

Inicialmente chamado de "Conservatória dos Índios", porque era o lugar onde os portugueses que iniciaram a colonização do lugar cadastravam os índios da região, chamados de Araris. O nome "conservatória", originário de Portugal, se refere a um tipo de cartório de registro das populações.

Quem nunca ouviu falar do "túnel que chora", cartão postal e entrada da cidade. Foi construído no século XIX por escravizados para dar passagem à linha férrea.

Hoje a região é conhecida como "a cidade das serestas". Nas fachadas das casas, você encontra uma plaquinha com o nome e a autoria de uma música, escolhida pelo morado, e nas noites das serestas, os cantores saem pelas ruas e param diante dessas placas e tocam as músicas que estão nelas, uma delícia de espetáculo.

A cidade é repleta de atrações imperdíveis, como o Cine Centímetro, que é uma réplica do famoso Cine Metro Tijuca, que funcionou entre 1941 e 1976, na Tijuca, na Praça Saens Peña, na cidade do Rio de Janeiro. Uma oportunidade de recordar a época dos cinemas de rua, e a visitação inclui exibição em película de antigos clipes e trailers da MGM.


Ponte dos Arcos, Conservatória, Vale do Café, Rio de Janeiro
Ponte dos Arcos, Conservatória, Vale do Café, Rio de Janeiro


A Casa de Cultura de Conservatória foi construída no século XIX e já pertenceu a grandes barões, com exposições temporárias e permanentes, um pequeno acervo de rádios e toca-discos, como um gramofone de 1910 e uma radio-vitrola de 1940.  Além de obras do artista Luiz Figueiredo.

Uma das atrações que eu mais gosto na região é a Serra da Beleza, cujo nome oficial é Serra da Taquara, mas o apelido faz jus e é mais adequado. Você certamente irá entender quando chegar lá. Também gosto muito da lendas em torno da região, que dizem que dali existe a chance de você observar seres de outros planetas. Infelizmente, não vi nenhum.

Essa é a campanha "Melhores lugares para viajar pelo ....(complete você mesmo).... depois da pandemia"

E essas são as minhas impressões dessa linda região, no Estado do Rio de Janeiro, recheada de belas paisagens e muita história, aproveite essa oportunidade para conhecer um pouco mais da sua cidade, do seu estado e do seu país. O Brasil precisa de você e o Turismo agradece.

Quer conhecer outros lugares incríveis para viajar pelo Rio de Janeiro depois da pandemia, confere essa outra dica: Guapimirim - Melhores Lugares Para Viajar Pelo Rio



➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤

O blog é afiliado de alguns serviços que poderão ajudar na sua próxima viagem ✈.
Você não pagará nada a mais por isso e nós seremos comissionados pela indicação.

🏩 Procure sua hospedagem através do Booking. Um serviço que compara preços de hotéis em qualquer lugar do mundo.
🚗 Reserve seu carro com a Rentcars. Um serviço que compara preços entre as principais locadoras do Brasil e do mundo.
🔐 Faça seu seguro com a Segurospromo. Um serviço que compara os preços entre as melhores seguradoras.
📱 E já saia do Brasil levando o seu chip com a Eeasysim4u. Oferece plano de dados em 140 países, com conexão de Internet ilimitada. Receba o chip na sua casa e já chegue ao destino conectado.
💰 Compre sua moeda estrangeira na DG Câmbio usando o cupom GARIMPANDO.

➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤





Ver essa foto no Instagram

Você já ouviu falar do Jardim Uaná Etê? Se você, assim como eu, nunca tinha ouvido falar nesse lugar magnífico, você precisa corrigir essa falha e o mais rápido possível. Idealizado pela harpista Cristina Braga e seu marido também músico, Ricardo Medeiros, o jardim @uanaete está realizando a segunda edição da Festa das Luzes da Mata Atlântica, até o dia 14 de julho. Um espetáculo de luz, arte e música. IMPERDÍVEL!!!! Fomos recebidos em Vassouras pela melhor, a Andréia Pit, guia de turismo e turismóloga da Secretaria de Turismo, tudo isso com o apoio do Rodrigo, um carioca que hoje vive e ama a região. Ficamos hospedadas no @hotelsantaamalia, um hotel situado num local onde já foi um convento, muito charmoso, e com aquele toque de fazenda extremamente agradável. Almoçamos no @res_sabordovale aquela comidinha caseira e mineira. Sim, tem isso aqui em Vassouras. O Centro histórico remete aos jardins europeus e ainda tem o Centro Cultural Cazuza, porque aprendi que a história de vida dele passa por Vassouras. Descobri também que Vassouras já foi conhecida como a "Princesinha do Café". Conhecemos o Wilson Pretinho, grande compositor. Wanderson Farias, secretário do Turismo de Vassouras. Viajar é o meu maior prazer. Contar essas histórias e conhecer essas pessoas INCRÍVEIS. Obrigada a todas essas pessoas que fizeram essa viagem possível: Ana Morize do @viagensbacanas que descobriu essa festa e compartilhou comigo. @lucianadelamare do @setur_rj que me apresentou a Anaterra. @cristianononogueira também do @setur_rj e @turismorj que nos apoiou. Ao José Junior que também nos deu total apoio da @pmvassouras. E a minha grande companheira nessa viagem, Lilian Azevedo do @umasenhoraviagem. Obrigada pela parceria e pelas muitas risadas. #oliviagarimpandoporai #blog #sourbbv #vassouras #brasil #blogdeviagem #dicas #viajoteam #dicasdeviagem #travelblogger #riounico #centroculturalcazuza #turismorj #amoviajar #meudomviajante #andslikeifl
Uma publicação compartilhada por @ oliviagarimpandoporai em

12 comentários

  1. Eu acho essa região linda! Conheço Vassouras e Valença e me encanto com os antigos casarões!! Gostaria de ter conhecido mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A região é linda e cheia de história, merece atenção,sem dúvida, eu mesma me surpreendi

      Excluir
  2. quantos lugares incriveis para conehcer no rio! eu conheço apenas um pouco da capital e olha lá! tive a infelicidade de ir na epoca de chuvas e nao consegui fazer muita coisa, espero visitar esses locais na proxima viagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa, região do Vale do Café é linda. Você não vai se arrepender

      Excluir
  3. Não conhecia a maioria desses lugares no Rio de Janeiro. Já vi que ainda tenho muito o que conhecer nesse estado lindo. Adorei essas dicas E já vou colocar lista p depois da pandemia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Tem muita coisa bacana em diferentes regiões do estado.
      Beijos

      Excluir
  4. Exatamente o post q eu estava precisando! Já queria conhecer a região do Vale do Café, agpra vai ser uma boa oportunidade já q não fica tão longe pra ir de carro saindo daqui de Campinas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu mesma me surpreendi. Muitas histórias e muito verde. Temos que valorizar ainda mais o nosso mercado. Beijos

      Excluir
  5. Boa sugestões de lugares para viajar pelo Rio de Janeiro, já conheço alguns da lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Eu mesma me surpreendi. Tem muitos lugares bacanas e cheios de história. Bjs

      Excluir
  6. De todas aí, a região das Agulhas Negras é a mais linda!

    ResponderExcluir
  7. Eu confesso que tenho várias paixões e todas tem seu charme.
    Você já tem sua preferida, que bom, e o melhor de tudo é ter esse privilégio de poder desfrutar de lugares como esses.
    Beijos

    ResponderExcluir