Turismo Sustentável - Uma Reflexão Urgente

A fome no Planeta. Crédito: Pixabay (wjgomes)
A fome no Planeta                                 Crédito: Pixabay (wjgomes)



Os recursos naturais estão cada vez mais escassos. Estamos consumindo mais recursos naturais do que a capacidade que a Natureza tem de se regenerar. Muitos negócios não poderão continuar da maneira que são feitos hoje, precisarão ser repensados, e o turismo é um deles. Mas será que isso está claro para todo mundo que trabalha com turismo? Será que isso está claro para os turistas?


Desde que Greta Thunberg atravessou o oceano para soltar sua voz contra o descaso do Planeta com o aquecimento global, venho repensando sobre o assunto. Achei muito significativo uma menina tão jovem com tamanho engajamento, e comecei a refletir sobre o papel dos influenciadores e blogueiros de viagem. Até que ponto estamos realmente contribuindo? O Turismo é um mercado responsável pela sobrevivência de muitos destinos no mundo, sendo, em alguns casos, a única fonte de renda das pessoas que moram em determinados lugares. Mas será que isso está sendo feito da maneira correta e mais adequada? Quais as mudanças que precisam ser feitas?


Temos um longo caminho pela frente, mas se isso não for amplamente discutido por diferentes cadeias da produção do setor de Turismo (e de outros setores), só adiaremos ainda mais as possíveis soluções. E talvez chegue um momento em que seja tarde demais...


Energia no Planeta. Crédito: Pixabay (Alexas_Fotos)
Energia no Planeta                      Crédito: Pixabay (Alexas_Fotos)


Turismo, Sustentabilidade, Meio Ambiente, quais os primeiros passos?



Algumas informações se popularizaram, o que não quer dizer que tenham sido adotadas, como economizar água e energia. São hábitos que precisam ser mudados dentro da nossa casa e levado para outros níveis, como por exemplo, aos serviços de hotelaria. O lixo é outra questão importante. Estamos, realmente, tentando reduzi-lo? Temos cuidado de não poluir os lugares que visitamos em nossas viagens? Isso é, de fato, uma preocupação das pessoas? Se não é, deveria ser.


Muito se fala em energia sustentável, mas é algo acessível a todos?



Energia  sustentável no Planeta. Crédito: Pixabay (tookapic)
Energia  sustentável no Planeta              Crédito: Pixabay (tookapic)



Você já ouviu falar em ODS?



Vocês já ouviram falar dos ODS (objetivos de desenvolvimento sustentável). Eles foram aprovados por 193 países, com a intenção de transformar o mundo. São dezessete objetivos, que englobam 169 metas a serem cumpridas até 2030. Se você quiser saber mais, visite o site Nações Unidas. Abaixo darei apenas algumas pinceladas para que, a partir dessa discussão, possamos pensar no tema desse post e desse blog: Turismo, destino e experiências.


ODS 1

Acabar com a pobreza em todas as suas formas, retirando as pessoas que vivem na pobreza extrema, considerando pobreza extrema, aquelas que vivem com menos de U$1,25 por dia.


ODS 2


Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.


ODS 3

Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos e todas, em todas as idades.


ODS 4

Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos e todas.


ODS 5

Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.


ODS 6

Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos e todas.


ODS 7

Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos e todas.


ODS 8

Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho descente para todos e todas.


ODS 9

Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.


ODS 10

Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.


ODS 11

Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.


ODS 12

Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.


ODS 13

Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos. Reconhecendo que a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC) é o fórum internacional intergovernamental primário para negociar a resposta global à mudança do clima.


ODS 14

Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.


ODS 15

Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda da biodiversidade.


ODS 16

Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.


ODS 17

Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.


Aquecimento no Planeta. Crédito: Pixabay (ArtTower)
Aquecimento no Planeta                  Crédito: Pixabay (ArtTower)



Quando você olha para esse lista de objetivos e pensa que a primeira meta é retirar pessoas da pobreza extrema e erradicar a fome, tudo o mais ganha um novo sentido. Perde sentido viver sem olhar o próximo. É necessário (e urgente) ter um novo olhar e nova postura como influenciadores e/ou /blogueiros de viagens. Como podemos ser verdadeiramente úteis ao Planeta e incentivar de maneira acertada, sem causar danos à Natureza e ao mesmo tempo contribuir com a agenda ODS?


Quais efetivamente são as ações mais urgentes?


Como e onde podemos aprender sobre cada ação do dia a dia e, especialmente, durante as viagens?



Viagens pelo Planeta. Crédito: Pixabay (JESHOOTS.com)
Viagens pelo Planeta                              Crédito: Pixabay (JESHOOTS.com)
   


Esse é um post cheio de perguntas das quais eu não tenho as respostas (ainda), mas que será daqui para a frente minha meta de vida, minha transformação pessoal, compromisso que adotarei como norte nas minha atitudes como cidadã e como influenciadora. Estudar, entrevistar, conversar com especialistas e com quem já adotou essas práticas em suas vidas e seus negócios, especialmente o Turismo.


Recentemente, vimos alguns destinos gritarem para o mundo que não queriam mais turistas, caso de Barcelona. Quando fui à Tailândia, visitei a famosa Maya Bay, uma praia que ficou famosa pelo filme "A Praia", com Leonardo DiCaprio. Depois de algum tempo, recebi a notícia que ela seria fechada aos turistas. Foi necessário antes que acabassem com a praia... 



Minha viagem pela Tailândia. Na foto Maya Bay
Minha viagem pela Tailândia. Na foto Maya Bay


Quero trazer esses temas à discussão para juntos transformamos o Planeta em algo melhor. Talvez seja utopia, mas acredito nessa capacidade e vou lutar por ela.

Veja essa matéria publicada no blog Popularizando Ciência, preparado carinhosamente por biólogos: Deixe as conchas na praia. Leia e reflita sobre como cada uma dessas pequenas ações que achamos que são inofensivas, contribuem negativamente no todo.

E se você tiver algum conhecimento que queria compartilhar comigo, não se acanhe. Vamos compartilhar conhecimento e contribuir com o Planeta.


➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤
O blog é afiliado de alguns serviços que poderão ajudar na sua próxima viagem ✈.
Você não pagará nada a mais por isso e nós seremos comissionados pela indicação.

São eles:

🏩 Procure sua hospedagem através do Booking. Um serviço que compara preços de hotéis em qualquer lugar do mundo.
🚗 Reserve seu carro com a Rentcars. Um serviço que compara preços entre as principais locadoras do Brasil e do mundo.
🔐 Faça seu seguro com a Segurospromo. Um serviço que compara os preços entre as melhores seguradoras.
📱 E já saia do Brasil levando o seu chip com a Eeasysim4u. Oferece plano de dados em 140 países, com conexão de Internet ilimitada. Receba o chip na sua casa e já chegue ao destino conectado.
💰 Compre sua moeda estrangeira na DG Câmbio usando o cupom GARIMPANDO.
➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤➤

15 comentários

  1. Acredito que a conscientização e informação ainda é o melhor caminho, mas teria que fazer um trabalho agressivo de marketing nos meios de comunicação, e também no cara a cara . Tem locais que a situação exige uma participação maciça da própria população local . Siromar de Carvalho, louco por viagens, e algumas com a minha grande amiga Olívia .


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amigo, mas temos que dar o primeiro passo e, principalmente nós, que amamos viajar, temos que dar esse pontapé.
      beijos e obrigada pelo apoio

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto!!!
    Estudei sobre os objetivos e metas ODS no primeiro semestre e fiquei pensando "gente, falta tão pouco para 2030".
    Dá uma tristeza em pensar como estamos distantes dessas metas mas nada é impossível e se houver bastante informação sendo divulgada e cobrança das pessoas aos responsáveis pelas causas ambientais, políticos... o processo acelera.
    Tomara!!
    Belo texto e iniciativa, Olivia.

    O que precisar, só falar.

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rê.
      E é isso, temos que começar por algum lugar, é inaceitável que ainda exitam pessoa na pobreza extrema e não fazer nada por isso.
      Temos que fazer a nossa parte e cobrar que todos façam.
      beijos

      Excluir
  4. Excelente post e iniciativa, dá muita tristeza ver que essas metas estão distantes e que na maior parte das vezes ninguém se importa em atingir. Falta um pouco de cada um de nós para que essa realidade mude, torcendo para que isso aconteça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é tão urgente que era para já ter começado, mas já que não começou, vamos correr atrás do prejuízo.

      beijos

      Excluir
  5. Turismo, Sustentabilidade e Meio Ambiente tinham que andar juntos sempre. Precisamos mudar nossa mentalidade e disseminar esse tipo de consciência e comportamento para viver em um mundo melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza e temos que ser responsáveis por essa mudança e precisamos cobrar das autoridades, dos empresários e de todos os viajantes essa consciência.
      beijos

      Excluir
  6. Na Faculdade de Turismo tivemos até uma matéria q falava só sobre isso um semestre todo e na época fizemos uma viagem de campo para Bonito - MS, q lá em 2003 era exemplo nacional de planejamento turístico respeitando capacidade de carga dos atrativos e tal. Hj em dia não sei como está a situação por lá, mas definitivamente alguns lugares como Barcelona, Amsterdã e Veneza sofrem demais com o overtourism. 4 anos trás, eu sofri em Veneza em maio, q nem era alta temporada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, exatamente.
      Alguns destinos já estão agonizando e nos temos um papel fundamental nisso tudo.

      Beijos

      Excluir
  7. Essa reflexão sobre turismo sustentável nunca foi tão atual. Não dá mais. Temos realmente que repensar, refletir e, sobretudo, mudar os padrões. Se antes jogar o lixo no lixo já era suficiente, hoje, além disso, vc tem que produzir menos e causar muito menos impacto. E é exatamente como vc falou, o caminho é longo mas se não for discutido amplamente, talvez chegue ao momento “ tarde demais”! Bjs Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, e nós temos muita responsabilidade, não podemos não priorizar esses fatores.
      Obrigada, beijos

      Excluir
  8. uma ótima reflexão, o turismo tem impacto direto em várias regiões causando a destruição de vários ecossistemas, principalmente os cruzeiros. muita gente só pensa em visitar os lugares que já estão super visitados e não olha para lugares menores e riquissimos em natureza por exemplo. noto isso quando faço os videos ou escrevo sobre regioes que pouca gente conehce, é dificil atrai-los para fora do clichê.
    em relação aos ODS, varios pontos já poderiam ser aplicados se os governos tivessem interesse realmente e não se curvassem as grandes empresas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu acredito verdadeiramente que temos que trazer muito esse assunto.

      obrigada pela sua participação

      beijos

      Excluir