Pousada Vila de Alter, em Alter do Chão, a Amazônia Paraense

Final de tarde no Rio Tapajós
Final de tarde no Rio Tapajós


"Alter do Chão é um típico vilarejo ribeirinho, com sua pracinha, igreja e o comércio local. É também um lugar cheio de mistérios, com cenários intensos, que mistura o cativante e apaixonante Rio Tapajós e a Floresta Amazônica. O Rio Tapajós lembra o mar com suas águas claras e transparentes." Foi assim que a Andréa Aymar, a criadora do Vila de Alter Pousada Boutique Amazônia, definiu Alter (já me sentindo íntima), em sua apresentação durante o evento DUO Travel e-Summit Brasil “um novo olhar”.  E também foi assim, através dessa calorosa definição, logo na abertura da sua apresentação, que eu me emocionei e o desejo e a curiosidade de conhecer esse destino aumentou ainda mais.


E como já disse em outros posts recentes, deixei meu "modus operandi" de lado e estou escrevendo e me deixando levar pela intuição, porque ela não costuma me trair, e entregando conteúdo que, dentro dessa pandemia, está conseguindo, mesmo à distância, me conquistar.  Nesse momento em que me encontro, de total imersão em trabalhos sustentáveis, de um turismo responsável e com propósito, me deparo com esse espetáculo da Natureza, sendo tratado com tanto respeito e paixão.

Barco Pajé em Alter do Chão
Barco Pajé em Alter do Chão


Conheça a Amazônia Paraense, Alter do Chão


Andréa Aymar é uma pernambucana, jornalista, que atuou em Brasília durante 20 anos na coordenação e produção de projetos de comunicação em instituições públicas federais. Hoje, vive em Alter onde construiu esse projeto de vida, Vila de Alter Pousada Boutique Amazônia, desde 2016, ao lado da fotógrafa, Regina Santos.

Conhecer Alter do Chão também é uma forma de vivenciar uma Amazônia completamente distinta. Alter é um lugar que é a base para uma conexão com essa Natureza, praias paradisíacas, Floresta Nacional do Tapajós, com as comunidades do Rio Arapiuns, e também a possibilidade de pernoitar nas comunidades.

A vila até hoje tem muitos nativos, o que é uma forma de resistência manter suas raízes. Quantos lugares do Brasil ainda mantém isso?


Rio Arapiuns em Alter do Chão
Rio Arapiuns em Alter do Chão



Alter do Chão - quando ir


Qual a melhor época? 
Contrariando todas as dicas sobre Alter, que costumam dizer que a melhor época para visitá-la é a época das praias, segundo Andréa, você pode visitar Alter em qualquer época, porque cada uma delas tem a sua beleza, experiências e fotografia bem distintas, o que particularmente já provocou em mim um enorme interesse em conhecer todas as possibilidades.


Algumas pessoas, inclusive, preferem visitar na época do rio cheio, subindo até 9 metros e que depois se desnuda na época da estiagem.


Esse período vai de março a junho e é chamado "tempo das águas".


É também um período de temperaturas mais amenas, entre 25 e 30 graus
Não chove a todo momento.
Pequenos trechos de praia


Neste período, você encontrará:
As vitórias-régias gigantes
Observação de animais
Passeio em canoa pelos igapós que é uma vivência intimista em uma floresta submersa.


De julho a fevereiro é o chamado "vida intensa no rio"


Canal do Jari em Alter do Chão
Canal do Jari em Alter do Chão



Que tal participar de um luau numa praia de rio? Assim é a piracaia, um experiência gastronômica paraense e tapajense e ou tapajônica, que inclui churrasco de peixe, com um céu e uma beleza diferente de tudo que você já viu.


E em qualquer época, da seca ou das águas, você encontrará paisagens deslumbrantes 


Sairé, uma antiga tradição, a mais antiga manifestação popular.
Carimbó, um resgate da identidade regional.
Artesanato de palha e couro vegetal. Folhas, frutos e raízes transformados nas mãos dos artesãos.
O mergulho sagrado nos Igarapés.
Imersão na vida ribeirinha. Valorização do conhecimento tradicional.
Roteiro de turismo comunitário.
Abraçar uma árvore milenar, onde são necessárias pelo menos umas 60 pessoas.


Carimbó em Alter do Chão
Carimbó em Alter do Chão




A Praia do Amor, uma das mais famosas, fica numa ilha em frente à vila, e você pode ir de canoa, na época da cheia ou caminhando, na baixa.


"Vivências" em barco, oferecem

Passeios às praias

Imersão na Flona Tapajós  (Floresta Nacional Tapajós)

Canal do Jari - Comunidade de ribeirinhos que vivem em palafitas


Recepção da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão
Recepção da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão



Alter do Chão - Onde ficar



Vila de Alter - Conforto e simplicidade em  harmonia com a floresta

A pousada fica localizada a 1,4  km do centrinho de Alter do Chão e foi inspirada numa vila ribeirinha. Todas as áreas comuns são abertas, sem paredes e integradas à Natureza.

São apenas seis bangalôs construídos com madeira reflorestada, portas e janelas de vidro favorecem a ventilação e iluminação natural. Têm acomodações para 2 ou 3 pessoas. 


Um dos bangalôs da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão
Um dos bangalôs da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão


As diárias incluem café da manhã e lanche da tarde.


Varanda de um dos bangalôs da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão
Varanda de um dos bangalôs da Pousada Vila de Alter em Alter do Chão



Alter do Chão - como chegar


Como chegar em Alter do Chão:
Está a 26 km de Santarém, o terceiro maior município do Pará.
Tem voos de Brasília até Santarém.
E também de Belém e Manaus, voos que levam cerca de 1h10min.


Bangalô Urucum na Pousada Vila de Alter em Alter do Chão
Bangalô Urucum na Pousada Vila de Alter em Alter do Chão




Agradecimentos:


Esse material foi produzido graças ao evento Duo Network Summit Brasil.


Agradeço a Andréa, que me inspirou e cedeu as fotos que usei nesse post.


Mais informações sobre a  Pousada Vila de Alter, visite o site.


Mais um confortável bangalô na Pousada Vila de Alter em Alter do Chão
Mais um confortável bangalô na Pousada Vila de Alter em Alter do Chão







Ver essa foto no Instagram

Alter do Chão é um típico vilarejo ribeirinho, com sua pracinha, igreja e o comércio local. É também um lugar cheio de mistérios, com cenários intensos, que mistura o cativante e apaixonante Rio Tapajós e a Floresta Amazônica. O Rio Tapajós lembra o mar com suas águas claras e transparentes. E a pousada @viladealter é uma oportunidade de ter uma intensa vivência na Amazônia paraense. Todas as informações no post abaixo 👇 https://www.oliviagarimpandoporai.com/2020/10/pousada-vila-de-alter-em-alter-do-chao.html?m=1 #oliviagarimpandoporai #blog #trip #brasil #travel #blogdeviagem #dicas #dicasdeviagem #travelblogger #pelomundoemcasa #changingtheclick #photography

Uma publicação compartilhada por Olivia Garimpando Por Aí (@oliviagarimpandoporai) em

6 comentários

  1. Adorei conhecer um pouco mais de Alter do Chão pelos seus olhos. E que lindeza essa pousada Vila de Alter do Chão. Adoro decoração rústica e pousadas que oferecem mimos como lanche da tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amei e essas regiões precisam, de maneira responsável, certamente, do Turismo como agente transformador.
      beijos

      Excluir
  2. Que gracinha esse pousada!
    Adorei mesmo :)

    Conta um segredinho por aqui... vc não ficou com vontade de tocar na vitória régia?

    ResponderExcluir
  3. Que lugar lindo deve ser Alter do Chão, e essa pousada é maravilhosa, um show a parte.

    ResponderExcluir
  4. Muito especial, sem dúvida.
    beijos

    ResponderExcluir