Fábrica da Bhering

Chocolate deu lugar a arte, cultura, entretenimento e gastronomia

No último fim de semana aconteceu, na revitalizada Praça Mauá, no Armazém Utopia, a quarta edição da semana Design Rio. A Fábrica da Bhering, que fica localizada no Santo Cristo, Zona Portuária do Rio, também abriu suas portas para este evento.

Para quem não sabe, a antiga fábrica de chocolates construída em 1930, mantém suas características originais até hoje, preservando parte de seu maquinário e as paredes desgastadas pelos anos de abandono. Ficou abandonada até 2005, quando um grupo de artistas passou a ocupar o local transformando-a num polo artístico e cultural da cidade. 


Há alguns anos foram ameaçados de despejo depois de um leilão, mas a Prefeitura do Rio decretou o tombamento e a desapropriação do imóvel, garantindo a permanência do espaço como é hoje.


Hoje abriga ateliês fotográficos, artistas plásticos, escritórios de design, arquitetura, estúdios, oficinas de movelaria, moda, brechós e gastronomia.

A M.O.O.C. – Móveis, Objetos e Outras Coisas, dos arquitetos Bel Lobo e Bob Neri, um depósito de 200 metros quadrados com objetos que podem ser tanto garimpados, minha palavra predileta, em feiras ao redor do mundo ou criados pela dupla, também fica lá.

O terraço da fábrica, no quinto andar, têm uma vista belíssima da região portuária. Assistir ao pôr do sol de lá é uma atração imperdível. 

Se você perdeu a oportunidade, não fique triste, mas não perca a próxima.


Siga a Fábrica da Bhering no Facebook 
ou
Site da Fábrica da Behring

e acompanhe a programação...











Nenhum comentário