No dia mundial sem carro faça roteiros a pé

Dia Mundial sem carro: Free Walking tour em Berlim, na Alemanha
Free Walking Tour em Berlim numa viagem de 2011


Dia Mundial Sem Carro - dia 22 de setembro - Neste e em todos os dias do ano e em todos os dias da sua vida, que tal abandonar o carro sempre que puder e fazer roteiros a pé, na sua cidade e nas suas viagens. Adote isso para a vida, o Planeta agradece!


Estou sugerindo algo que eu realmente pratico. Sou uma viajante que adora explorar as cidades caminhando e também faço isso quando estou na minha cidade. Em Paris, em Bangkok, no Porto, em Casa Blanca, ou no Rio de Janeiro, onde eu moro, sempre caminho pelas ruas que sempre me surpreendem. No Rio, moro em Santa Teresa, bem perto da Lapa, e costumo pegar o Metrô da Glória, caminho cerca de 20 minutos até chegar ao Metrô, e para isso passo por debaixo dos Arcos da Lapa, entro na Joaquim Silva, contemplo os milhares de turistas que se aglomeram na Escada Selaron, até chegar no Metrô.


Dia Mundial Sem Carro e Dia de Roteiros a Pé - Walking Tour

No turismo tem um termo especifico para indicar esses roteiros a pé, o walking tour. Walking tour é uma expressão inglesa que faz referências a passeios guiados, geralmente com a finalidade turística e feitos a pé. Eles já ocorrem em diversas cidades do mundo. Com diferentes abordagens, desde os históricos, aos sombrios, passando pelos gastronômicos.


Visita ao Parque Laje, um dos cartões postais do Rio
Visita ao Parque Laje, um dos cartões postais do Rio

Muita gente me pergunta se vale a pena realizar um walking tour e eu sempre respondo que sim. Primeiro porque você tem a oportunidade única de caminhar por uma cidade e descobrir tanta coisa que você não saberia de uma outra forma.  Existem duas formas e ambas são válidas, se perder pelas cidades a pé e sem guia, apenas contemplar, observar e fotografar. E, claro, os passeios com guias, que são profissionais insubstituíveis e que com certeza agregarão muito valor as suas viagens. Muitas vezes você pode fazer o mesmo trajeto, mas com guias diferentes, e que trarão óticas totalmente diferenciadas. 


Claro que se você não está acostumado a longas caminhadas, primeiro eu indico que você mude seus hábitos e passe a caminhar mais, vai ser bom para a sua saúde. Segundo, se você não está acostumado com longas caminhadas, provavelmente está andando muito de carro e esse também não é um bom sinal para o Planeta. 

Dica: se vai viajar e pretende realizar um walking tour, comece com caminhadas leves pelo menos um mês antes da viagem, caminhe todo dia um pouquinho e vai aumentando aos poucos até se sentir mais preparado. Não esqueça de se hidratar, tenha sempre uma garrafinha de água com você.

Preste atenção também ao ambiente e vá com calçados apropriados, tênis, por exemplo. Protetor solar sempre. Dependendo do calor e do sol, pode adotar um boné, um chapéu, uma viseira e óculos escuros. Repelente pode ser uma boa dica dependendo do local onde você estará realizando o seu walking tour.

Dica 2: eu sempre viajo com capas de chuva para não me encharcar e também não ter que ficar segurando guarda-chuva. 

Dica 3: Organize-se antes de sair para o seu tour e não leve muito peso, leve somente o indispensável, imagina ter que ficar caminhando horas, com sol ou com chuva, no frio ou no calor, carregando um peso enorme.

E não se esqueça de que um tour em grupo exige que todos respeitem horários e, especialmente, nesse mundo instagramável de hoje em dia, que você se lembre de que o mundo não gira em torno do seu umbigo e do seu Instagram. Muito deselegante atrasar todo mundo para o seu melhor ângulo ou click. O mais indicado é prestar atenção às informações e voltar depois para a tal sonhada foto perfeita.


Um ângulo especial da Torre Eiffel que descobri caminhando pelas ruas de Paris
Um ângulo especial da Torre Eiffel que descobri caminhando pelas ruas de Paris

Conheça o Free walking tour

Quem já viajou pela Europa certamente já ouviu falar no free walking tour. O site freewalkingtour diz que a atividade começou na Cracóvia em 2007, já ouvi uma versão que teria começado em Berlim, em 2004, não importa, o que se sabe é que hoje se estendeu a diversas outras cidades pelo mundo, várias lugares adotaram essa forma de mostrar sua cidade aos turistas e muitas vezes aos próprios moradores locais que desconhecem muitas curiosidades, fatores históricos do lugar onde nasceu. Eu já fiz o free walking tour em Berlim e em Amsterdam.


Quer uma dica de roteiro a pé por Lisboa, no blog Uma Senhora Viagem, Lilian dá dicas de passeios e de onde comer na capital portuguesa.  


Free Walking Tour pelas ruas de Amsterdam
Free Walking Tour pelas ruas de Amsterdam

O que caracteriza um free walking tour, que apesar do nome free, não quer dizer livre de pagamento e sim livre de um valor determinado, você define o valor que quer ou pode pagar no fim do tour.


A Marina do Imagina na Viagem, também fez um walking tour em Amsterdam e conta aqui um roteiro a pé pelo centro histórico.


Uma das características do free walking tour é que ele seja realizado por guias profissionais e genuinamente dos locais, a ideia é evitar pessoas que sejam novas no destino. Que sejam guias entusiastas e conhecedores daquele percurso, acrescentando assim ao participante, muito conhecimento.


E que tal esse roteiro de 1 dia em Toledo a pé pelo Centro Histórico, que a Regina Oki, do Turista Full Time, conta pra gente.



Roteiros a pé pelo Rio de Janeiro


No Rio de Janeiro eu sou uma entusiasta do trabalho da Sou+Carioca, que foi criada em 2015 e desenvolve roteiros turísticos diferenciados. Isso significa que você vai conhecer o Rio de Janeiro além do óbvio, ou seja, eles apresentam lugares muito além do Cristo Redentor, Pão de Açúcar e Copacabana. Do Leme ao Pontal, da Zona Norte à Zona Sul você poderá descobrir um novo Rio de Janeiro sempre que quiser.


Visite e conheça o Rio de Janeiro a pé
Visite e conheça o Rio de Janeiro a pé

Com a Sou+Carioca você também pode conhecer o Turismo Afro


Com os roteiros Afro referenciados da Sou+Carioca eles querem contar a história que a História não conta e falar de pessoas pretas que foram muito importantes para a construção da nossa cultura e sociedade.

Neste caso eles não são free walking tour, existem valores diferenciados para cada atividade, mas são sem sobra de dúvida um dos grandes exemplos de walking tour diferenciado e de qualidade no Rio de Janeiro e que pode ser feito por turistas e por cariocas que muitas vezes não conhecem muitos dos passeios que eles oferecem. 


E que tal do Rio de Janeiro darmos uma chegada em Recife. A Adelaide, do blog Turista Imperfeito, te convida a conhecer o circuito de poesias em Recife, tudo isso a pé entre versos e melodias.


Roteiros a pé pelo Vale do Café

Recentemente fui uma das "influenciadoras" convidada para  a segunda edição do ProCap Vale do Café, organizado pela Abih-RJ. Um evento que percorreu diversas cidades pela região e com a participação de guias regionais, que inundaram nossa viagem de conhecimento e encantamento.


Conheça Vassouras a pé com a guia Andreia Pit
Conheça Vassouras a pé com a guia Andreia Pit

Vassouras

Em Vassouras, tivemos o privilégio da companhia de Andreia Pit. Eu já havia conhecido o seu trabalho em viagens anteriores a Vassouras e ao Vale do Café, admiro bastante. 

Andreia é guia de turismo e turismóloga, pós-graduada em História da África, Indígena e Afro-Brasileira.

Com uma história de vida de superação, Andreia viu no Turismo uma oportunidade e a agarrou lindamente. Além de todo conhecimento histórico, ela traz apresentações teatralizadas, interpreta a Mariana Crioula, uma escravizada, que participou da fuga liderada por Manuel Congo, em 1838, que foi considerada uma das maiores fugas de escravizados da Região Fluminense.  Mariana Crioula foi aclamada "rainha" do Quilombo formado pelos fugitivos. 

A melhor guia, Andreia Pit, patrimônio de Vassouras,
A melhor guia, Andreia Pit, patrimônio de Vassouras

Você pode contratá-la através do Instagram: @andreiapit.




Conservatória

Em Conservatória quem nos recebeu foi o Marcinho, que é guia de Turismo há 15 anos e interpreta o Barão de Araris, um personagem Aristocrata do Século XIX, que andava pelo Vale do Café Imperial, acompanhado de Rosa Helena, a baronesa.

Os turistas passeiam pelas Ruas de Conservatória com o Barão e/ou a Baronesa,  vão passando pelos prédios históricos de Conservatória, revivendo o passado da Vila. O objetivo desse trabalho é fomentar a cultura e a história da região que foi a base econômica do Brasil Imperial. 

A experiência foi muito válida, pois a História é contada em loco, nos faz reviver aqueles momentos. E todos nós precisamos conhecer mais a nossa história. Esses trabalhos são fundamentais. Você pode conhecer mais pelo Instagram: @conservatoriabarao.

Barão e Baronesa, melhores guias de Conservatória
Barão e Baronesa, melhores guias de Conservatória


E esse é o recado que eu gostaria de deixar, que no dia 22 de setembro, onde se celebra o dia mundial sem carro, na sua cidade ou nas suas viagens, que você faça roteiros a pé, e mais do que isso, que você privilegie o trabalho dos guias, são trabalhos maravilhosos e que certamente irão te surpreender e ensinar bastante. 

27 comentários

  1. Eu adoro fazer roteiros a pé! Em 2019, estive em Paris durante a greve do transporte público e andei a cidade todinha a pé, foi o MÁAAAXIMO!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo andar a pé e em Paris mais ainda. Cidade perfeita para ser explorada em longas caminhadas. beijos

      Excluir
  2. Sou da opinião de que a gente conhece, mesmo, uma cidade, quando a gente está a pé, percorrendo as ruas, sem destino, descobrindo lugares. Adoro fazer isso. Seu post é muito oportuno. Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente, eu faço inclusive aqui o Rio onde nasci e sempre me surpreendo com novos lugares, novos olhares.
      beijos

      Excluir
  3. Gente bacana demais. Nem sabia do dia mundial sem carro, embora eu ame um bom roteiro a pé. Além de bom pra saúde, a gente apreciar melhor a visita. Gostei demais de suas dicas de roteiros a pé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, bom para a saúde e para o Planeta. Temos que cuidar cada vez mais do Planeta e para isso temos que divulgar boas dicas.
      beijos

      Excluir
  4. Sabrina Albuquerque6 de setembro de 2021 18:34

    Além do aspecto da sustentabilidade, fazer os roteiros a pé é uma delícia. Caminhando a gente percebe os detalhes dos lugares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, temos oportunidades únicas caminhando.
      beijos

      Excluir
  5. Os walking tour são para mim a melhor forma de viajar, pois é deste modo que realmente conhecemos os locais e vivenciamos a atmosfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E podemos fazer na mesma cidade com guias diferentes que já vai ter um ângulo bem diferente.
      beijos

      Excluir
  6. Adorei seu post sobre o dia mundial sem carro e super me identifiquei, pois por aqui em casa somos adeptos a desbravar os destinos sempre a pé. Adoramos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilhoso, sem dúvida a melhor maneira de conhecer uma cidade.
      bjs

      Excluir
  7. Passear a pé, para mim, é parte obrigatória em qualquer viagem, não preciso de motivo para isso, mas aderir ao Dia Mundial Sem Carro é um motivo que todos precisam considerar, mesmo aqueles que não gostam de caminhar. Ótima lembrança!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, como criadora de conteúdo para o segmento do turismo, acho fundamental divulgar iniciativas como essa.
      beijos

      Excluir
  8. Sou a favor totalmente do dia mundial sem carro, e amo roteiros a pé. Na realidade eu nunca dirigi e minha vida é toda caminhando e de transporte público, eu amo, não sinto muito necessidade de dirigir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já dirigi, mas hoje não tenho mais carro, ando muito pela minha cidade e em todos os destinos que vou, fundamental para o Planeta esses mudanças.
      beijos

      Excluir
  9. Nossa, fazer roteiros a pé é o melhor jeito de conhecer uma cidade! Sempre que viajo prefiro conhecer assim, ou fazendo os Walking tours, ou andando sem rumo, apenas curtindo e conhecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente e inclusive na parte de se perder.... a d o r o o o o o
      bjs

      Excluir
  10. Gostei dessa proposta do Dia Mundial sem Carro. Vou tentar fazer um roteiro a pé por aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça, se apaixone e depois faça em todos os destinos.
      beijos

      Excluir
  11. Que inrível! Não sabia que dia 22 é o Dia Mundial Sem Carro e amei a ideia de fazer roteiros a pé! Eu sempre que viajo faço free walking tour, acho uma das melhores formas de conhecer as cidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acredito que é uma das melhores formas de conhecer uma cidade.
      beijos

      Excluir
  12. Adoro caminhar em nossas viagens, até brinco que isso nos permite comer umas guloseimas sem peso na consciência.
    Quanta dica bacana de roteiros para se fazer a pé.
    Detalhe: Não sabia que dia 22 é o Dia Mundial Sem carro amei saber ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, e o ideal e fazer isso sempre e, claro, trazer mais pessoas para esse compromisso com o Planeta.
      bjs

      Excluir
  13. Que maravilha de incentivo, Olívia. Caminhar é mesmo a forma mais gostosa (e responsável!) de explorar novos lugares. Adorei as dicas e as sugestões de passeios, principalmente aqui no Rio. Faz tempo que "namoro" o trabalho da Sou+Carioca e sou louca pra fazer o tour da Pequena África. Demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já fiz e sou super fã, trabalho muito importante das meninas. Quando tiver oportunidade, faça. Eu tenho posto no blog sobre o passeio.
      beijos

      Excluir
  14. Adorei o post! Principalmente pela proposta de fazer do turismo uma atividade sustentável. As pessoas estão tão condicionadas ao uso irrestrito do carro que nem percebem que o mundo a pé é curtido de forma mais lenta e mais leve. Que o dia 22 de setembro se torne uma referência em outros dias do ano, também! Sou super fã de walking tours e fiquei muito empolgada para fazer o do barão! Vale do Café pra lista de roteiros já!!! 😊😍

    ResponderExcluir